domingo, 22 de setembro de 2019

LAMBÃO EM CINGAPURA - 2019

Dona Gertrudes fez uma reflexão após o GP de Cingapura, ou Singapura.
Os pilotos estão na F-1 para vencer. Para serem campeões. Para tanto agarrar as oportunidades é o mínimo que se necessita. Afinal, estão arriscando o pescoço nesta brincadeira.
Pois bem. Hoje o piloto que está no segundo lugar do campeonato tinha uma bela chance de chegar à frente daquele que está em primeiro. Mas, obedeceu ordens de equipe, tirou o pé não aproveitando a parada de Hamiltão para chegar, no mínimo em quarto. 
Veio com uma desculpa para lá de esfarrapada dizendo que são as regras dentro da escuderia. Nenhum dos dois pode se beneficiar para ficar à frente quando da parada nos boxes para troca de pneus.
Ora, vá cagá. 
Quero ver Hamiltão obedecer a regra estúpida. 
A resposta de Sandálias deveria ser "foda-se. Estou disputando o campeonato e vou partir para cima".
Mas, obedeceu cordeirinho que é.
Por essa e por outras seu contrato foi renovado. Mas, vai passar para a história como aquele cara que poderia ser e jogou tudo ralo abaixo por conta de sei lá o quê.

Por essa atitude Sandálias leva o leitão mal assado de dona Gertrudes. Ela diz que é mal assado mesmo em homenagem à lentidão finlandês na pista.




quinta-feira, 19 de setembro de 2019

A PIOR ESCOLHA

Todos fazemos escolhas que nos levam ao arrependimento.
Cervejas com cara de diferentona que não passa de água suja (como diz o chefe do blog).

A equipe Rás fez uma escolha que, num primeiro momento, não faz sentido.
Ao invés de defenestrar Romã da Granja renovou seu contrato em detrimento de Incrível Huck que é muito superior.

Romã é aquele cara que bate o carro inexplicavelmente fazendo a alegria de dona Gertrudes e seus leitões porcamente assados. Um legítimo sucessor de Pastor sem ovelhas e suas maldonadices.

Acredito que, em verdade, Incrível foi vetado por Keco Magnificúzem por conta de antigas desavenças. Como o braço duro dinamarquês só continua por força das alfacinhas que leva para a equipe certamente não quer um piloto de verdade no outro box.

Guenta Sentado, o capo, mostra que tentar levantar a vaca que chafurda no brejo não é coisa para 2020.
Sei que vamos continuar a esbugalhar os olhos com as maldonadices da dupla.

Vendo a dupla da Rás.


quarta-feira, 18 de setembro de 2019

ENQUANTO ISSO EM FLORIPA

Já falei aqui que adoro viajar pelo google maps.
A gente vê cada uma.....


praia dos ingleses

domingo, 15 de setembro de 2019

RUBIM - DEZ ANOS DEPOIS

Num dia 13 de setembro de 2009 Rubim venceu o GP de Monza pela "categoria máxima" do automobilismo. Depois disso não mais se ouviu o "ouviridum" pelo lugar mais alto do pódio na F-1.

Para comemorar, correndo pela Stock brasileira, Rubim venceu a chamada segunda corrida.
Sua equipe perpetrou uma tática perfeita para a corrida curta e Barrichello chegou lá.
O importante é que o sujeito ainda tem lenha para jogar na fogueira.

"eu era comportado..."



"agora é festa...."

sábado, 14 de setembro de 2019

LOTUS 72-D DE 1971


Sim, o famoso Lotus 72 em vermelho e branco com o bico dourado horroroso.

Emerson Fittipaldi utilizou em 1971 o modelo C o D e o famoso carro turbina 56B (B de bosta).
Para 1972 pintaram o D de preto e dourado e deu no que deu.





sexta-feira, 13 de setembro de 2019

VIRGIN VR-01

O tal Richar Branson resolveu ser dono de equipe de F-1.
Em 2010 esse era o carro que assombrou o mundo. Por ser uma porcaria.
Louco de Graça, Lucas de Grassi para os não íntimos, sofreu o ano inteiro.

Para terem uma ideia o carro nem tinha tanque de combustível com capacidade o suficiente no início dos testes.

Virgem.






quinta-feira, 12 de setembro de 2019

FERRARI F2008

Massinha de modelar quase sagrou-se campeão com este carro em 2008. Mas, uma série de porcarias aconteceram. Nem é bom lembrar. Mas, o blog estava em peso lá em Interlagos quando massinha foi campeão por alguns segundos.
Hamilton ultrapassou Timo Glock dando um tiro (sacaram? Glock) nas pretensões do brasileiro.







quarta-feira, 11 de setembro de 2019

CARA DE JOELHO

Não sei de onde surgiu a expressão acima.
Sei que, vira e mexe alguém chama um recém nascido de cara de joelho. Por ser feio.
Bom, a família da mamãe pomba cresceu.

E, feios paca. Cara de joelho.



terça-feira, 10 de setembro de 2019

PORTA FECHADA

Todos passamos por situações na vida em que o desejo é tacar a porta na cara de alguém ou situação.
Tipo "nunca mais".
Ou, mais precisamente, "não preciso disto. Sou maior".

Mamã Ferrari comemorou noventa primaveras com uma festança em Milão.
Confeccionou pôsteres com os pilotos que correram com seus carros.
E, escondeu Mimadon. Quero dizer, ele está lá. Escondido, porém.

Na verdade sua saída em 2014 foi ocasionada por suas reclamações acerca do carro. Um belo dia descobriu que Vettel estava acertado com a equipe. Levou um pé na bunda. Por ser "maior que isto",
Mimadon tornava tóxico o ambiente ao seu redor. Em todas as equipes.
Todas trabalhavam abertamente para ele que, por seu lado menosprezava seus companheiros.

Bateu a porta na saída de mamã Ferrari.
Neste ano resolveu aparecer em Monza, ainda tem contrato com a McLaren, para fazer suas caras e bocas e declarar que pode voltar em 2021. Com duzentos e poucos anos de idade.

Todos os entendidos falam abertamente que ninguém quer saber do cara. O mercado vai bem obrigado.
Duvido que mesmo a McLaren aceite seu retorno agora que as coisas melhoraram em termos de desempenho dentro da pista.
Ou seja, se manca Mimadon.


Onde está Wally?

domingo, 8 de setembro de 2019

LAMBÃO NA ITÁLIA - 2019

O fim de semana foi para Vettel esquecer a F-1.
Houve o problema do vácuo na classificação de sábado. Tião acusou/insinuou que Lacraia deveria ajudá-lo "fornecendo" vácuo numa das tentativas em fazer tempo no Q3. Houve aquela lambança geral quando a maioria dos pilotos não conseguiu abrir volta cronometrada. Disse que Carlinhos ficou ensebando e perdendo tempo. Em verdade Incrível Huck e Carlos Sainz (noção) é que atrapalharam geral.

De qualquer modo foi com essa sensação que Vetor alinhou hoje. Saiu em quarto e acabou rodando sozinho na Ascari. Infelizmente o lemão não consegue segurar a onda quando sob pressão.
Mamã Ferrari aposta suas fichas no monedadagasto em detrimento de seu antigo primeiro piloto.
O resultado de hoje foi uma ducha gelada nas pretensões de Vetor. Como exigir alguma coisa daqui para a frente?
Depois de nove anos a Ferrari venceu em Monza. E, com Carlinhos Lacraia. Sangue novo.

Com a rodada e volta para a pista de maneira insegura (para piorar) Vetor leva o leitão porcamente assado de Dona Gertrudes.
Com dor no coração porque somos fãs dele.
Como recheio Dona Gertrudes colocou o livro "Como Sair à Francesa".
Estamos, o blog, esperando o comunicado do lemão dizendo que vai pendurar as luvas....

O lado cômico da história foi a reclamação de Lancei Troll dizendo que Tião voltou à pista no modo idiota. Ironicamente ele também voltou no modo idiota.
Ambos foram penalizados. Vetor de maneira mais pesada.



sábado, 7 de setembro de 2019

ORA QUEREIS VÁCUO

Morrendo de rir da última saída dos pilotos no Q3 hoje em Monza.
Parecia aquela suruba onde o cara queria o vácuo mas, não queria dar.
Incrível Huck saiu na frente, quis dar uma de esperto passando por fora da chicane.
Só que os outros surubentos esperaram sua volta à pista. Nesta altura os entendidos diziam que os pilotos não iriam conseguir abrir volta antes do término do tempo.
Mesmo assim ficaram naquela de vou, não vou, vou, não vou e não foram.
Quero dizer o já pole Lacraia e Carlinhos Sainz (noção) conseguiram passar antes do relógio zerar.
Mas, um já tinha o melhor tempo e o outro não tinha carro para ameaçar a pole.
Faço minhas as palavras de Totó Lobão, "parecia um bando de idiotas".

Legal ver as Renault em quinto, com Ricardão e sexto, Incrível Huck. 


quarta-feira, 4 de setembro de 2019

TROFÉU XEPA!!

Dona Gertrudes ligou da feira cobrando a volta do troféu Xepa, a famosa torta de restos de feira ofertado ao sujeito que fala merda.

Ele andava esquecido mesmo porque, no brasil atual, haja resto de feira.

Mas, lendo a declaração do aposentado Kiko Roseberg a lembrança e o retorno se torna inevitável.
Ele, para alfinetar Vetor comparou o tetracampeão ao piloto brasileiro Rubens Barrichello e suas aberturas de pernas em favor de Shushu.

Domingo em Spa tratou-se se uma situação pontual. Para Lacraia vencer houve a necessidade do sacrifício da corrida de Vetor. E, só.

Uma situação bem diferente daquelas enfrentadas por Rubim e até por massinha de modelar, para ficarmos na Ferrari.

Kiko perdeu (mais uma) oportunidade em ficar de bico fechado.
Por esta declaração infeliz leva a torta cozida com restos de feira, uma das especialidades de dona Gertrudes.
Ela, em homenagem ao país de origem de Roseberg acrescentou alguns joelhos de porco podres.

"morra de inveja do meu pijama, Luizão!"

terça-feira, 3 de setembro de 2019

LAMBÃO NA BÉLGICA - 2019

Finalmente nossas expectativas foram confirmadas.
O lado mad de Mad Max apareceu após uma largada ruim. Sem paciência veio feito um "mad" para a primeira curva.
Notem que Vodkanem já está por dentro e ele vem pela zebra. 

Pior, os entendidos disseram, pelo menos no início, que o culpado foi o finlandês. Nada como ser o queridinho de todos.

Dona Gertrudes ligou durante a prova meio sem fôlego. Explicou que estava empolgada com as brigas no meio do pelotão.
Mas, gritou que o lambão teria que ser o belga/holandês/marciano. 
"Lógico. Temos que esperar o que o pessoal da Rá vai fazer....."

No final prevaleceu a ideia inicial e nosso pimpolho leva o leitão porcamente assado de dona Gertrudes.
Recheado de laranjas. Por vários motivos. Alguns, bem brasileiros.



sábado, 31 de agosto de 2019

EAU ROUGE (DE SANGUE)

A curva do título (na verdade uma sequência de curvas) é a mais desafiadora e perigosa do automobilismo. Não passa um ano sem que alguém bata forte neste trecho. Ironicamente ninguém da F-1 perdeu a vida em pancas na curva.

Hoje, o francês Anthoine Hubert, de apenas 22 anos, perdeu a vida após sair da pista e ser atingido por outro carro ainda na zona de escape.

Triste mas, como dizem não existe segurança total no automobilismo.  

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

CARRO DE OUTRO PLANETA

Era como Senna definia a Williams FW15B de 1993.
Alain Prost (ituto) foi campeão com este carro. Mas, a gente lembra mesmo do baile que ele tomou em Donnington Park. Como disseram os entendidos na época o campeão foi Ayrton Senna.

O modelo esteve fora do "pedestal" porque veio sem a proteção de plástico e estava um tanto quanto sujinho. Uma passada no lava rápido foi necessária.

Notem que as fotos foram feitas enquanto o piloto aproveitou o lava rápido e foi ao banheiro.
Sim, não gostamos do narigudo.





ELA VOLTOU!

Preocupado estava, como diria Yoda, com o passeio de mamã pomba.
Mas, hoje lá estava ela. Assustada porém de volta.

olha o passarinho.....

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

SEM SUSTOS

Para quem esperava alguma emoção na dança dos pilotos neste período de férias da F-1, as notícias não poderiam ser mais no modo "balde de água fria". Nada de grandes emoções.

Na Mercedes venceu o desejo de Hamiltão em ter um companheiro que vai mas, não vai.
Sandálias renovou o contrato provando que esta história dos melhores terem o melhor carro é para nenê dormir.

Escovão Cocô levou um dos cockpits da Renault, como castigo, porque eita equipe que não entrega o que gasta. Vai atazanar a vida do Ricardão Sorrisão uma vez que adora dar umas pimbas no companheiro de equipe.

Quem perdeu o lugar na equipe do chatonildo Cirrose Aquiestou (Cyril Abiteboul) foi Incrível Huck. Verde de raiva vai, pelo visto, correr pela Rá. Uma boa troca levando em consideração o equipamento das duas equipes neste ano.
O pino que cai na Rá deve ser o de Romã da Granja. Sentindo o drama já declarou que Huck e Magnificúzem andaram trocando amabilidades do tipo "suck my balls".
Mas, com quem Magnificúzem não encrespou nesta vida?
Continuando o trenzinho Pietro Fittipaldi fica chupando o dedo mais um tempo. Por sinal, sem que ninguém nos ouça não mostrou nada até agora. 

JAGUAR R2

Carro utilizado por Luciano Burti, nosso Burp, no GP do Brasil de 2001. Lembrando que o GP era o terceiro daquela temporada. Neste mesmo ano Burti bateu (com uma Prost) feio em SPA. Ficou em coma um tempo e nunca mais pilotou um carro em Grand Prix, Foi piloto de testes da Ferrari e hoje aguenta o Galvão Bueno e Reginaldo Leme nas transmissões da Globo.





quarta-feira, 28 de agosto de 2019

LOUCURAS NA ROÇA - PARTE 2

Voltando aos tempos da fábrica de ácido cítrico.

Naquele tempo havia um setor, separado, chamado extração. Onde o produto dos fermentadores era processado e virava cristal a ser embalado.
A extração era lúgubre. Afastada do resto da fábrica, com cheiros estranhos, calor acima do normal, pouco iluminada, com aquele vapor saindo sei lá de onde, e poucas pessoas trabalhando. Já naquela época as máquinas faziam o maior trabalho.
Preconceitos à parte quem trabalhava ali não tinha muito conhecimento além do necessário. Suscetíveis à superstição e histórias macabras.
Aqui temos que fazer um esclarecimento. Os Matarazzo eram sócios da empreitada. Já decadentes mas, não vem ao caso.
O que vem é que, muitas vezes, eu era chamado (porque eu e não o encarregado da segurança?) a socorrer os trabalhadores que viam o fantasma do comendador Matarazzo pelo vidro, normalmente embaçado, da porta. Era um quadrado pequeno no meio da porta.
Lá ia eu rindo por dentro. Lógico que não havia fantasma algum.
Depois de várias chamadas do tipo ao longo dos dias, chamei o segurança noturno.
Pois bem, a descrição do comendador não batia com a de um idoso. Era um fantasma novo. Aparecia, dava uma olhada lá dentro e ia embora.
O segurança matou a charada. O cara era um ladrão que conferia se a barra estava limpa. Então, se dirigia ao vestiário. O problema é que o dito ficava fechado com cadeado. Havia sinais de tentativa de arrombamento. 
Era um fantasma ladrão chulé porque não conseguia arrombar a porta do vestiário. O mais interessante é que ninguém notou os arranhões na porta até o segurança desvendar o mistério do fantasma do comendador. Foi só reforçar a vigilância e o fantasma nunca mais deu as caras.

Falei sobre a contaminação dos fermentadores. Era uma desgraça porque eram descarregados antes da hora dando um prejuízo danado.
Pois bem. Um dos trabalhadores da área da fabricação trabalhava bebaço quando no turno da noite.
Nem aí. Um belo dia, ou melhor noite, o segurança relatou no livro X-9 o que todo mundo sabia. Não adiantou aconselhar o cara. Ele continuava a laborar cheio de cachaça.
O cara foi mandado embora. Só que o obrigaram a cumprir o aviso prévio.
Então, lá estava eu no labis caindo de sono. Entra o químico industrial encarregado do turno da noite.
Relatou que o cara fez xixi no fermentador número tal. Como assim? Ele abriu a escotilha e xixizou dentro do xarope precioso. Bebaço. De vingança.  E eu quico?
O cara pediu que eu ficasse de olho mas, não falasse para ninguém. Pensei, acertadamente, que zilhões de litros de xarope não iriam dar importância para um xixizinho.
Foi o que ocorreu. Nada de contaminação.Até pensei em perguntar se a porcentagem do produto deste fermentador havia sido boa e relatar a "experiência". Melhor não.

Para encerrar. 
A fauna que trabalhava na fábrica era a mais variada possível. Gente de fora e gente da cidade. Os engenheiros fazendo caras e bocas para a peãozada. Todos os não engenheiros eram peões.
Havia um alemão paraguaio. Sério. Um engenheiro falando português com sotaque alemão/paraguaio. Veio de uma colônia alemã do Paraguai. Risível. Mas, sabemos que muitos alemães fugiram da guerra se estabelecendo no cone sul. Gente inocente e gente culpada. 

Bom, a gente se divertia como dava. Certa vez estávamos numa festa na periferia da cidade. Resolvemos ir para outra festa. Um carioca gente fina encheu o chevetão dele com os "sem carro" e lá fomos nós. Desnecessário dizer que todos para lá de Bagdá.
Naquele tempo as queimadas eram usadas para facilitar a colheita da cana. Normalmente o fogo era ateado à noite.
Nós no chevetão pegamos uma vicinal (estrada de terra dentro de alguma propriedade) e logo avistamos o fogaréu dos dois lados. Meninos, assombra. É fogo e barulho do crepitar da palha. O motorista parou o carro, olhou para nós e disse "ou enfrentamos, ou não tem festa". 
Voltar nem pensar (rimou). Foi unânime a decisão de enfrentar aquele foguinho à toa.
Foi dantesco. Nunca imaginamos que o calor seria tão alto. Fogo em volta do chevetão. Ninguém falava nada. Mas, certamente, todos pensamos que o tanque iria explodir. Ou nossos corpinhos cheios de álcool. Por sorte o trecho não era grande e saímos do outro lado. Olhos arregalados, risos nervosos. Mas, a festa estava salva.




LOTUS 98T

Por falar em Lotus preta. A famosa 98T nas mãos do famoso Ayrton Senna.






terça-feira, 27 de agosto de 2019

NINHO - O RETORNO

Lembram deste post?

Pois é. Deram um jeito de sumir com o ninho de mamãe pomba. Tá certo que ela exagerou e deixou marcas (e piolhos) na parede do banheiro. Parece que não soube usar o vaso e "cloacou" em qualquer lugar.

Mas, sobreviver é preciso. Ela fez o ninho, neste meio de ano, no parapeito da sala contígua ao banheiro. 

Toda vez que tentava tirar uma foto ela assustava e ameaçava voar. Então, melhor não espantar a futura mamãe.  Hoje ela resolveu dar uma volta. Espero que só um rolê na casa de alguma amiga para contar as novidades.  Aproveitei para tirar uma foto dos meninos.

ninho tipo COHAB

LOTUS 72D

Para muitos as Lotus pretas, em suas variadas versões, são os carros mais bonitos de todos os tempos de F-1.
Comungo dessa opinião

Aqui a Lotus 72D que Emerson Fittipaldi utilizou no GP da Grã Bretanha em 1972. O circuito, por sinal, foi o de Brands Hatch. Emersão venceu com o vesgo Jackie Stewart em segundo.





domingo, 25 de agosto de 2019

RÁ!


FINAL DE DOMINGO

TÔ DE BODE, TIO

PLASTICÃO

Vocês vão. Eu fico.

MEIO AMBIENTE? MEIO ECONÔMICO!








FOTOS JOGADAS AO VENTO

DAQUI PARA LÁ

DE LÁ PARA CÁ